Rumo ao Hexa, preciso de visto para Rússia 2018?


Copa do Mundo FIFA - Russia 2018

As vitórias em série pegaram muitos de surpresa e o Brasil é o primeiro país a se classificar para a Copa do Mundo na Rússia em 2018. Mas a Rússia não é Top of Mind quando o assunto é turismo. Por isso nos perguntamos, precisamos de visto para Rússia? A resposta é não.

Brasil faz parte dos poucos países que podem entrar na Rússia sem visto. Inclui outros países da América do Sul (considerando apenas os 10 países da CONMEBOL) + Guiana. Também soma-se a lista alguns países da América Central, África do Sul e antigos países da União Soviética.

Política de Visto para a Rússia

Política de Visto da Rússia por Albatalab (Own work) / via Wikimedia Commons

O acordo, segundo Decreto Nº 7271 de agosto de 2010, permite que brasileiros “(…) estarão isentos de visto para entrar, sair, transitar e permanecer no território do Estado da outra Parte por um período não superior a noventa (90) dias, a cada período de cento e oitenta (180) dias, a partir da primeira entrada. (…)”.

Isso significa que é possível entrar na Rússia por até 90 dias e após completar 180 dias desde sua entrada, poderia retornar e ficar novamente – até – 90 dias.

Por terra

Agora, para quem viajará a Rússia precisa saber de algumas coisas antes de ir. O principal é para quem vai por terra. Não há fronteira internacional com a Bielorrússia, então cidadãos que não são dos dois países não podem atravessar por ali. Isso ocorre por que cidadãos da Bielorrússia tem livre acesso ao território russo e vice-versa.

Outro ponto, apesar de estar fora do noticiário, desde as últimas conversas entre eles, as tensões entre Rússia e Ucrânica – principalmente nas regiões das cidades de Donetsk e Lugansk – ainda não são das melhores. Essas regiões são dominadas por grupos separatistas. Para se ter uma idéia, o Shakhtar Donetsk, um dos clubes de futebol de maior sucesso do país, não joga em sua cidade há quase 3 anos.

Então isso reduz bastante as opções e apesar de ainda ter muitas, um grande trecho fica impossibilitado. As principais opções sendo Estônia/Letônia – países da antiga União Soviética – e Finlândia. Ainda seria possível entrar por Geórgia ou Azerbaijão.

As fronteiras do norte e oeste (Estônia, Letônia e Finlândia) são ótimas para quem gostará de assistir os jogos nas sedes de São Petersburgo e Moscou – única cidade com dois estádios. De onde também será possível chegar as outras sedes com facilidade. As sedes mais distantes de Moscou são de Ecaterimburgo (+- 1.700km) e Sóchi (+- 1.600km). Essa última sendo próxima da Geórgia.

Por que não pelo ar?

Mas alguém poderia perguntar, “ué, vou pegar um voo para Moscou direto então”. Claro que isso é sempre uma opção. Mas em pesquisas que realizamos para junho/julho deste ano as passagens para Moscou giram em torno de R$4.000,00 ida e volta. Ainda não foram divulgadas promoções mas elas provavelmente virão até o período da Copa do Mundo. Já passagens para a Europa Ocidental (para Alemanha, Espanha, França, Portugal, etc.) podem ser encontradas por R$1.500,00 ida e volta e nós cotamos uma viagem de trem de Berlin para Moscou por menos de R$1.000,00, também ida e volta.

Sabemos que uma viagem de praticamente 20 horas de trem (tempo estimado entre as duas cidades) pode ser algo muito cansativo. Mas por uma economia de R$1.500,00 por viajante? Isso permite belos upgrades em hospedagens, restaurantes ou ainda em mais ingressos para ver os jogos da Copa 2018.

Também há a opção de comprar voos com empresas europeias. Mas não se esqueça que nesse caso o barato pode sair caro. Tendo que pagar por excesso de bagagem, por um copo d’água, etc.

o Farol

O dono da área, ilumina o caminho das viagens e reflete nossos princípios: Viajar, Ver e Viver.

Sem comentários

Adicione o seu

Booking.com