Como chegar e o que fazer em Cuenca, no Equador


https://youtu.be/JDIS-l-VBAM

Localizada entre os andes equatorianos, Cuenca é a terceira maior cidade do Equador, ficando atrás apenas da capital, Quito , e de Guayaquil.

É considerada um dos principais pontos turistícos do país e por conta do seu centro histórico foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1999. Com um ar bem colonial, a cidade esta a 2.500m acima do nível do mar e a 440 km ao sul de Quito.

Também é conhecida pela confecão dos famosos Chapéus do Panamá, além de muitas igrejas, belíssima arquitetura, museus espalhados pela cidade e ruínas incas. Um verdadeiro museu a céu aberto que nos encantou e muito.

Como chegar

Chegamos de ônibus, viemos desde Guayaquil a passagem nos custou USD 7 cada um e durou em torno de 5 horas (200km). Os ônibus saem a cada 1h do terminal de Guayaquil e se você é daqueles que sofrem em viagens ou no sobe e desce de serra, é bom deixar um remédio separado, pois a partir da metade do caminho a viagem pode ficar um pouco pesada. Foi assim para mim logo que entramos na província de Azuay.

Para ir de ônibus desde Quito sugiro deixar para viajar durante a noite, o trajeto é feito em aproximadamente 9h/10h de viagem. Não fizemos esse trecho, mas pela cara do mapa também não é uma viagem muito tranquila – curvas e mais curvas.

Uma outra opção é voar e chegar em Cuenca em menos de uma hora, desembarcando no Aeroporto Mariscal Lamar. Você encontra opções de voos desde Quito e Guayaquil com a LATAM e a Tame Airlines, essa última é menos conhecida, mas também é a mais econômica.

Como se locomover

Não tem muito segredo para caminhar pelas ruas de Cuenca, pricipalmente pelas ruas de seu centro histórico. Nós caminhamos bastante por lá, mesmo a hospedagem ficando um pouco distante do centro, isso não foi um problema para nós.

Caso você queira economizar pernas, o serviço de taxi funciona bem pela cidade, e os preços não são tabelados, eles usam taximetro. Para ter uma ideia, um taxi até o centro ( 3.7Km) custou USD 3.25.

Leia aqui outros post nosso sobre o Equador

O que fazer

Parque Nacional Las Cajas que está a 40Km da cidade era um dos lugares que mais gostaríamos de visitar, mas infelizmente eu machuquei meu joelho um dia antes e acabou não rolando.

Se você tiver a oportunidade de visitar acredito que valhe muito, muito a pena, coloque na sua programação pelo menos um dia para fazer trilhas curtas por lá e respirar um ar puro.

Centro Histórico

Caminhe pelas ruas, pare e aprecie o que estará diante de você, certamente uma das mais belas cidades que visitamos. Um ponto para começar sua caminhada é pelo Parque Abdón Calderón e caminhar até a Calle Larga. Por essa região você encontrará muitos restaurantes e cafés para começar ou terminar o seu dia.

Uma forma bacana também para conhecer um pouco do centro e das histórias da cidade é fazer um tour com ônibus turístico – aqueles de dois andares, com um guia explicando cada lugar. Essa foi nossa primeira experiência com esse tipo de turismo e contamos em nosso canal como foi, clique aqui e assista.

Nós fizemos esse passeio com a Vanservice e foi muito interessante. Um dos lugares que esse passeio de ônibus te leva é no Mirante de Turi, uma parada no alto de uma colina e com uma vista panorâmica e privilegiada da cidade.

Vista da cidade de Cuencar, desde o Mirante Turi

Vista da cidade de Cuencar, desde o Mirante Turi

Museus

A cidade conta com 14 museus espalhados pela cidade, e alguns com entrada gratuíta, como o que visitamos o Museu e Parque Arqueológico de Pumapungo. Fica localizado na Caller Larga com a Calle Huayna Cápac s/n e aberto de Segunda a Sexta das 08:30 às 16h30 e aos Sábados, Domingos e Feriados das 10h às 16h.

Assista aqui um pouco o museu e a incrível exposição das cabeças encolhidas 

Conhecemos tudo em uma tarde, o museu e o sítio arqueológico, acho que gastamos umas 3h no total. Somos daque tipo que lê todas as plaquinhas, então dá para ir mais rápido se você estiver com o dia mais apertado.

Sítio arqueológico de Cuenca

Sítio arqueológico de Cuenca

Outro museu bem interessante, mas que deixamos para uma próxima visita à cidade é o Museu del Sombrero, que conta a histório do Chapéu de Panamá, também localizado na Calle Larga, nº10-41.

Catedral de la Inmaculada Concepción

Um dos cartões postais da cidade, a entrada é gratuíta, mas fazento um interessante tour guiado você acessa partes subterrâneas e tem acesso a histórias muito interessantes. Nós fizemos o tour e custou USD 3 por pessoa.

A Catedral esta localizada na Plaza Calderón e não tem como não reconhecê-la, com suas cúpulas cobertar de azulejos tchecos que dão um charme único a construção.

Onde Comer

Muitas opções espalhadas pela cidade, principalmente na região do centro. A variedade de restaurantes pode te deixar um pouco na dúvida, mas nos acertamos em alguns, como foi o caso do restaurante Raymipamba. Se jogue nos pratos locais, essa também é uma das mais deliciosas formas de viajar, pela gastronomia. 

O Marcos adora um sorvete, e foi mais um ponto positivo da nossa visita a cidade. Não deixe de experimentar o sorvete de massa da Tutto Freddo

No mapa – ali no final do post – tem as localizações dos lugares que citei aqui para ajudar você na localização de cada ponto da cidade.

Entenda mais sobre a moeda oficial do Equador, clique e assista

Onde ficar

Nos ficamos 4 noites na cidade e nos hospedamos na tranquila e acolhedora Casa Lloret. Um Bed&Breakfast de 5 estrelas, com um delicioso café da manhã e muito conforto. Não esta muito longe do centro e a 5km do aeroporto da cidade. O nosso taxi desde a rodoviária custou USD 3 🙂

Mas o centro histórico de Cuenca também é uma boa pedida encontrar uma boa hospedagem e ficar pertinho das principais atrações, clique aqui para ver opções de onde se hospedar na cidade.

Mapa de Cuenca

Cau

Brasileira, 30 anos, formada em Marketing. Apaixonada por viagens e tudo que um novo mundo pode proporcionar. Gosta de esportes de aventura. Se aventura também na diagramação dos guias do ViVeVi.

Sem comentários

Adicione o seu

Booking.com