Como conseguir um trabalho voluntário ou não remunerado


Acabamos de voltar do Rocky Creek Winery, um vinhedo em Vancouver Island, no Canadá, e por lá fizemos Trabalho Voluntário. O vinhedo é de produção artesanal, então nosso trabalho consistia basicamente em tudo no processo de fazer o vinho, desde a colheita das uvas – foram mais de 10 toneladas colhidas no período que estivemos por lá -, limpeza dos equipamentos envolvidos no processo de produção e também engarrafamos vinhos, champagne (espumante) e o vinho de amora – Wild Blackberry – que é super conhecido na região.

Falamos que fizemos um trabalho voluntário porque é de fato voluntário trabalhar, mas basicamente o que pode ser dito é um trabalho não remunerado. Em troca pelo nosso trabalho o que recebemos foi estadia e alimentação durante as três semanas.

O conceito

Vamos entender primeiro o conceito entre Trabalho Voluntário e Trabalho Não-Remunerado. Existem muitos sites/plataforma que disponibilizam e dizem que é trabalho voluntário, mas tem uma área cinzenta aí onde muita coisa se sobrepõe.

Trabalho Voluntário: Aquilo que você faz por vontade própria e não espera dinheiro como retorno. Como pode ser o causa de trabalhos humanitários, recuperação de animal silvestre, entre outros.

Trabalho Não-Remunerado: O nosso trabalho de colheita no vinhedo é um exemplo ou trabalhos em hostel, onde não recebiamos um salário. Ou outros tipos detrabalho que existam nessas plataformas.

Sites

Alguns sites/platsformas trabalham com esse dois conceitos.

Trabalho Não-RemuneradoTrabalho Voluntário
HelpexVoluntieer Vacations
Workaway
Wwoof
Wordpackers

E podemos dizer que a diferença entre eles é como eles se financiam e como você paga para usar a ferramenta ou trabalho. Então, no caso do Trabalho Voluntário, existe toda uma preocupação, e por ser mantido por ONG você precisa pagar para trabalhar.

Muita gente acha isso estranho “Nossa! Eu vou pagar para trabalhar?”, mas é basicamente para você manter o programa e para você se manter durante sua estadia lá – com relação a hospedagem e comida. Não existe outro ganho financeiro deles, ou seja, não é fins lucrativos. E aí, você realiza seu trabalho além de pagar por essa experiência.

Já do lado do Trabalho Não-Remunerado os sites/plataformas cobram de forma diferente, algumas são anuidade ou bi anuidade. Geralmente essas cobranças vão para a plataforma e não para o anfitrião ou Host. Portanto, provavelmente o host ganha de outra forma. Seja por ser um hostel, seja por algo com fins lucrativos, como nosso caso no vinhedo que trabalhamos.

Acordo de Trabalho

É só olhar com calma, as plataformas sempre esclarecem qual é o esperado do trabalhador. Geralmente trabalha-se 5 dias e folga 2, você pode acertar com o seu anfitrião quais datas folgar. E também pode haver casos de você trabalhar mais horas em menos dias, porém folgar mais do que 2 dias.

No Workaway, geralmente se trabalha no máximo 5h por dia ou 25h por semana.

Tipos de Trabalho

Os trabalhos variam, tem carpinteria, jardinagem, colheita, ser babá – para uma família. Em troca você pode receber, além de alimentação e estadia, aulas de idiomas. Muitas vezes os anfitriões podem ser professores e te ajudar com um novo idioma.

O bacana dessa troca é conhecer uma família local e participa da cultura deles. Inclusive, nós participamos do Thanksgiven Canadense, que é diferente do americano,mas foi legar participar. Outra coisa interessante é a interação com outros viajantes e acaba conhecendo outras culturas.

Plataforma Workaway

É possível buscar por país, estado e cidade. O filtro é bem bacana você consegue, por exemplo, colocar em quantas pessoas esta viajando, se precisa de acesso a internet, se você é fumante e assim por diante.

Outra dica interessante é já fazer a busca com a disponibilidade que você tem e o resultado de Host vai atualizando automaticamente. Há muita coisa.

CUSTO ANUAL: USD 32,00 (uma pessoa) e USD 42,00 (2 pessoas)

Plataforma Helpx

Um dos sites mais antigos que conhecemos, nesse modelo, e lembra muito os sites do Craigslit, disponível em muitos paises do mundo. É basicamente uma listagem que funciona bem e tem muitas opções dividido por categorias o que facilita a pesquisa.

Mesmo sem pagar você consegue acessar o conteúdo e ver se vale a pena para você antes de investir. Fique atento a data de atualização dos anúncios, é um indicativo para saber se o host ainda esta na plataforma ou não.

CUSTO BI-ANUAL: USD 26,00

Plataforma Worldpackers

Uma iniciativa de Brasileiros e a cobrança hoje em dia já é com os demais, por ano. Não é mais por projeto que você fechar.

Essa plataforma é bem interessante porque ela distingue a busca entre Work Exchange (trabalho não remunerado, você basicamente troca seu conhecimento ou habilidades por acomodação e alimentação); Volunteer Abroad (quando você faz um trabalho voluntário em ONGs, escolas e projetos sociais); e por último em Fazendas Orgânicas (lembra um pouco o caso do WWOOF). Uma forma bem legal de filtro de acordo com o seu interesse.

CUSTO ANUAL: USD 49,00

 

Cau

Brasileira, 30 anos, formada em Marketing. Apaixonada por viagens e tudo que um novo mundo pode proporcionar. Gosta de esportes de aventura. Se aventura também na diagramação dos guias do ViVeVi.

Sem comentários

Adicione o seu

Booking.com