Guayaquil, a maior cidade do Equador


Guayaquil Capa

Guayaquil não é a capital do Equador, mas é a maior em população e também considerada a mais rica cidade de país. Muitos turistas passam por aqui apenas quando vão para Galapagos, o que não foi o nosso caso – quem sabe em uma próxima oportunidade. Fomos realmente conhecer um pouco da cidade, além desta ter sido nossa porta de entrada a esse incrível país.

Roda gigante no Malecon 2000

Roda gigante no Malecon 2000

Como chegar e se locomover

Nosso caminho até aqui foi longo, 900k desde Trujillo, no Peru, por terra. Viajamos de ônibus com a empresa Cruz del Sur.

Há saídas diárias da Cruz del Sur no trajeto entre o Peru e Equador. Do país vizinho também é possível chegar voando, as empresas LATAM, Avianca e COPA operam voos entre os paises. 

A rodoviária da cidade, localizada na Av de Las Américas, é uma das maiores do país. Daqui é possível seguir por terra para outras regiões como  Montañita, Cuenca, Âmbato e Quito .

Em Guayaquil não foi difícil circular, não andamos de ônibus já que acesso e custo dos taxis eram bem interessante.  Não pagando mais que U$5 por uma viagem, entre o Malecón 2000 e o Parque Histórico por exemplo (veja a distância no mapa, final do post).

Iguanas, um símbolo Equatoriano

Iguanas, um símbolo Equatoriano

O que fazer

A cidade possui diversos pontos bastante visitados por turistas. Próximo ao Malecón está o bairro de Las Peñas e uma pequena caminhada leva a Igreja e Farol de Santa Ana, ambos no alto do cerro de mesmo nome. Dali é possível ter uma bonita vista da cidade e do Rio Guayas.

Farol de Santa Ana

Farol de Santa Ana

Vista da cidade desde o Cerro Santa Ana

Vista da cidade desde o Cerro Santa Ana

Pegando um taxi na Av. Malecón (U$5) chega ao Parque Histórico Guayaquil. Aberto apenas de terça a domingo e com entrada gratuita, mas se quiser contribuir você pode fazer uma doação. Também é possível contratar um guia ou apenas o serviço de audioguia. O parque é dividido em três zonas. A primeira delas, logo ao entrar no parque é de vida selvagem, onde é possível ver diversos animais, sua maioria em habitat natural. Terminando o visitante já entra na zona histórica, com diversas construções antigas que inclusive foram transportadas para dentro do parque para que não fossem simplesmente demolidas. A última é a zona urbana, onde se mostra muito da cultura equatoriana, o cultivo do cacao e a vida simples de sua origem. Tudo isso com o Rio Guayas completando o cenário, é possível inclusive realizar um passeio de barco pelo rio que passa pelo parque.

O próprio Malecón 2000 (nome dado a estrutura montada na orla do Rio Guayas) é um ótimo lugar para caminhar qualquer hora do dia. Entre muitas outras coisas que é possível fazer destaca-se museus, iMax, bares e restaurantes. Também foi inaugurado recentemente uma roda gigante no Malecón, próximo ao bairro de Las Peñas. Chamada de La Perla o custo varia entre U$3,50 e U$10 para o público em geral.

Malecón 2000

Malecón 2000

Também próximo ao Malecón 2000 fica o Parque de las Iguanas (a três quadras do Malecón, entre a 10 de Agosto e a Calle 5), literalmente uma praça no meio da cidade cheio de Iguanas. Nós não tivemos tempo de visitar, mas pelas indicações que recebemos há realmente muitas iguanas!

Veja aqui quanto custou nossa viagem pelo Equador

Quando ir

Por aqui as estações do ano são bem divididas entre inverno e verão. No inverno, de janeiro a maio, o sol aparece junto com a chuva, mas a temperatura é amena. Uma mistura de protetor solar e guarda-chuva. No verão, de junho a dezembro, o calor é mais forte e à noite as temperatura dá uma refrescada, às vezes será preciso de um casado ;).

Onde Comer

Há diferentes lugares para comer em Guayaquil e novamente a Av. Malecón possui de tudo. Tem o bar/restaurante Resaca (dentro do Malecón, entre Junín e Luis Urdaneta), possui pratos de frutos do mar e possuem happy hour também.

Para quem busca pratos mais baratos há a versão equatoriana do Giraffas, se chama Menestras del Negro (esquina Malecón com Sucre). É uma rede de fast food que serve comida barata. Do outro lado da rua, dentro do Malecón está o Centro Comercial Malecón 2000 onde possui diversos lugares para comer, desde hamburgers e sanduíches a PFs (prato feito, comida local).

Onde ficar

Ficamos algumas noites hospedados no Manso Boutique Guesthouse, localizado na Avenida Malecón Simón Bolivar, de frente para o Rio Guayas. O quarto era bem confortável, amplo e com banheiro privativo. O café da manhã é bem saboroso e esta incluso na diária. O restaurante da hospedagem abre para o publico local durante o almoço e à noite há música durante o serviço. 

Mapa de Guayaquil

Quando fomos
Outubro de 2016

Cau

Brasileira, 30 anos, formada em Marketing. Apaixonada por viagens e tudo que um novo mundo pode proporcionar. Gosta de esportes de aventura. Se aventura também na diagramação dos guias do ViVeVi.

Sem comentários

Adicione o seu

Booking.com