O que fazer e como chegar em Medellin


A cidade é muito procurada pelos turistas, principalmente por aqueles que gostam do agito noturno colombiano. Mas Medellin também chama atenção pela inovação que representa ao país, é a cidade mais cidade moderna, pois conta com um sistema de transporte público único, o metro. O que para nós brasileiros não é nenhuma novidade, andar de metro lá é algo inovador.

Claro que há muitas outras caracteríscas que faz com que Medellin seja tão conhecida pelo mundo afora. E vale lembrar que ela já foi considerada uma das mais perigosas cidades do mundo, porém hoje a história já é bem diferente. A cidade se apresenta mais tranquila e muito acolhedora com os turistas, mas o passado não é esquecido.

Como chegar

Chegamos de ônibus desde Bogotá, uma longa e cansativa viagem. Por conta da localização de Medellin, em um vale e rodeada de montanhas, não tem como escapar das curvas e serras do caminho. A viagem durou a noite toda, e dessa forma economizamos uma diária em hospedagem \o/ #ficadica. Viajamos com a companhia Bolivariano e pagamos $150.000 COP (USD 50,00) para duas pessoas em 2016, passagem apenas de ida. 

Outra opção para chegar ou sair da cidade é de avião. O preço das passagens não são assustadores e a viagem dura em média 1h! Procure pela empresa Viva Colombia, o melhor custo/beneficio para voos dentro do país. 

Como se locomover

Taxi e transporte público funcionam bem na cidade. O metro de Medellin, que não é subterrâneo, cobre boa parte da cidade e facilita o acesso a vários pontos interessantes para se conhecer. Os taxis rodam com taximetro, então não tivemos a sensação de ter um custo a mais apenas por sermos turistas na cidade ;).

Onde ficar

O bairro El Poblado é um dos mais comuns e frequentados pelos turistas. Localizado em uma região segura, tranquila, com fácil acesso ao metro e também boas opções de restaurantes, bares e cafés. 

Ficamos 4 noites na cidade e nos hospedamos no Guest House Poblado – Manila. Uma tranquila hospedagem e nos pareceu bem segura enquanto estivemos por lá. Nosso quarto era simples, uma suite pequena. Com vertilador que ajudou em aliviar o calor da colombiano. Havia uma cozinha na casa, então foi ótimo para prepararmos nosso café da manhã e outras refeições. 

Localizado bem próximo do metro, são apenas 3 min de caminhada, além de mercado e restaurante nas proximidades.

O que fazer

Não tínhamos nada muito planejado sobre o que fazer em Medellin, e apenas no primeiro dia na cidade é que nos interamos de algumas coisas e começamos a nos organizar para aproveitar os dias. E a primeira delas foi um Free Walking Tour pela cidade. 

Entenda melhor como funciona um Free Walking Tour

Sem muitas indicações acabamos buscando por alguma empresa na internet e encontramos a Real City Tours. Foi um tiro no escuro, mas que acertou em cheio! O passeio durou quase 4h, nós encontramos com o grupo em uma estação do metro e seguimos conhecendo mais sobre a história e curiosidades de Medellin do passado – com as guerrilhas-, e dos dias atuais. 

Plaza Cisneros, foi um dos caminhos que percorremos com o Free Walking Tour, e ela é uma linda obra de arte a céu aberto e fica próxima a estação San António. Caminhar por ela durante o dia foi bem interessante, mas a noite ela se ilumina e fica linda também. É um bom lugar para começar ou encerrar um tour pela cidade. 

Plaza Cisneros, em Medellin

Plaza Cisneros, em Medellin

A Plaza Botero também é um grande espaço a céu aberto, mas aqui você encontrará apenas as obras de Fernando Botero expostas. Caminhamos pela praça durante a tarde, na volta para a hospedagem. O melhor é que a caminhada é de graça, e para chegar lá desde o Guest House são apenas 2 estações. Localização: Calle 52 – Av Carabobo.

Homem a Cavalo (1994) - Plaza Botero, em Medellin

Homem a Cavalo (1994) – Plaza Botero, em Medellin

Seguimos nossos dias conhecendo a cada dia um pouco mais de Medelli. E no alto do Cerro Nuribara esta uma replica de como era a cidade nos tempos antigos, conhecido como Pueblito Paisa! Aqui tudo foi construído nos modos coloniais.

Chegamos até lá de transporte público, super fácil, basta descer na estação Exposiciones e caminhar por uns 30 min, tem uma parte puxada de subida, mas é super possível! 

Pueblito Paisa em Medellin

Pueblito Paisa em Medellin

Lá em cima é tudo bem simples, mas também bem charmoso. Nós já havíamos almoçado quando decidimos ir, mas caso você esqueça esse pequeno detalhe, lá tem opções de restaurantes para vivenciar mais ainda a experiência dos tempos antigos de Medellín.

Assista aqui nosso vídeo sobre a Plaza Botero e Pueblito Paisa

Há diversos outros lugares para se visitar na cidade, infelizmente nós não tivemos tempo para tudo 🙁 Mas se você tiver a oportunidade vá conhecer o Palácio da Cultura e Museu de Antíoquia, o Parque Explora e o Jardim Botânico da cidade. Ainda tem o Metrocable – um teleférico -, que funciona como um sistema de transporte na cidade. Falamos um pouco mais desses lugares em nosso Mini Guia Colômbia. Cliquei aqui para acessar e baixar o PDF.

O que conhecer na região de Medellin

Decidimos ir conhecer a pedra de El Peñol e a Represa de Guatape meio que de útlima hora. Fizemos um rápido bate e volta por conta própria para Guatape, cidade localizada a 80km de Medellín.

Saímos cedo da hospedagem em direção ao Terminal Norte de Medellín, de onde saem os ônibus para Guatape. É muito fácil chegar no terminal de metro, basta descer na estação Caribe.

A viagem de ônibus durou menos de 2h, optamos por descer no ponto do El Peñol mesmo, mas é possível descer no centro de Guatape, para conhecer a cidade. A passagem custou $13.000 COP (+/- USD 4,00).

Em frente ao ponto há alguns moto-taxis (ou tuk-tuk) que fazem o percurso do ponto até o topo, na base da pedra. Nós preferimos subir caminhando, na força e na coragem mesmo. Ainda mais que o dia não estava de muito sol, não foi muio desgastante.

Pedra El Peñol

Pedra El Peñol

Tudo é muito simples, e logo de cara você já vê a escadaria que leva até o topo da pedra, são quase 800 degraus que te elevam a pouco mais de 2.000m. O ingresso de subida custou $15.000 COP (USD 5,00) por pessoa.

Vá devagar, sem pressa e no seu ritmo! A vista lá de cima é bem bonita, tem umas lojinhas onde você pode tomar um suco, um sorvete ou fazer um lanchinho.

Laguna de Guatape

Lago de Guatape

Veja aqui o nosso vídeo de El Penõl

Onde Comer

Nós fomos almoçar em um dos restaurantes mais populares de Medellin e sem propaganda enganosa, foi umas das mais deliciosa comida Colombiana que provamos. Fomos no Hacienda – Junin (Carrera 49 # 52-98 2º piso), localizado próximo a Plaza Botero. Não tivemos com resistir a Bandeja Paisa! Só não ficamos muito fãs de aguapanela, um refresco bem comum no país, que nada mais é que água com rapadura. 

Outro restaurante bem legal que fomos, mas um pouco difícil de encontrar é o Alambique (Carrera 41 #106), não espere encontar uma placa com o nome ou uma bela fachada, pois você não encontrará. 

É isso mesmo! Essa é a porta de entrada do restaurante. Tenha coragem e suba as escadas (2 lances) para se deparar com um restaurante bem agradável e com uma comida de primeira qualidade. Os drinks também são muito bem recomendados.

Para a hora da sobremesa ou até mesmo de um cafezinho, se estiver próximo do bairro Provenza, dê uma passada no Arte Dolce (Carrera 33 Calle 7-167) com cafés, sucos, sorvetes, tortas e bolos deliciosos.

Bar e Pubs

Não somos muito da noite e do agito, mas não negamos uma boa cerveja. Então demos uma parada em dois lugares bem interessantes e conhecido dos turistas, o Brew House e o Bogota Beer Company.

Espero que curta Medellín como nós! No mapa abaixo colocamos os lugares citados e outros que achamos interessantes!

Mapa de Medellin e região

Cau

Brasileira, 30 anos, formada em Marketing. Apaixonada por viagens e tudo que um novo mundo pode proporcionar. Gosta de esportes de aventura. Se aventura também na diagramação dos guias do ViVeVi.

Sem comentários

Adicione o seu

Booking.com